Pandemia afeta carreira de mulheres em tecnologia

Pandemia afeta carreira de mulheres em tecnologia

Publicado em: 28 de janeiro de 2021

Categoria: Mercado de trabalho

Publicado por: Monica Vasconcelos


A pandemia afetou a vida profissional das mulheres que trabalham em tecnologia, mostra um estudo com 13 mil pessoas, em 19 países, da empresa de cibersegurança Kaspersky. Na América Latina, cerca de 60% das mulheres que atuam no setor acreditam que os efeitos da covid-19 prejudicaram seu desempenho no trabalho.

No Brasil, onde 500 profissionais foram entrevistadas, 46% lutaram para conciliar vida profissional e familiar, 68% disseram que fizeram a maior parte do trabalho doméstico, 78% que foram elas que cuidaram da educação dos filhos no período em que as escolas estiveram fechadas e 46% disseram que adaptaram seu horário de trabalho mais do que o parceiro.

No contexto que nossa pesquisa cobriu, não há muita diferença entre as mulheres europeias e latinas que trabalham em tecnologia, segundo Daniela Dias, diretora de marketing na Kaspersky no Brasil, e que participou da análise do estudo.

“Quando consideramos a porcentagem delas que dizem que a pandemia brecou o desenvolvimento profissional, a diferença é de 0,5%. Já quando consideramos quem disse que está exausta na tentativa de balancear vida profissional e a casa, a diferença é de menos de 3% – sendo que em ambos os casos os valores finais estão muito próximos dos dados divulgados”, disse.

Publicação original: Valor Investe

Graduada em Análise de Sistemas, com pós-graduação em Engenharia de Software, trabalho na área de desenvolvimento web, especialmente com diagramação de interface - UI e programação, utilizando as tecnologias: HTML, CSS, Javascript(Node e React), Bancos de dados relacionais e não relacionais e Wordpress.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.